quarta-feira, 26 de setembro de 2007

O segundo show de Emerson em Interlagos

A história de glórias brasileiras na Fórmula 1 teve dupla importância na temporada de 1974. Além do bicampeonato de Emerson Fittipaldi, em seu primeiro ano como piloto da McLaren, nosso país comemorou com o “Rato” a segunda vitória consecutiva no GP do Brasil.

O circuito de Interlagos sediou a segunda prova daquele Mundial, no dia 27 de janeiro. Em uma nova equipe, após dois anos na Lotus, Emerson despontava como o grande favorito ao título e mostrou que estava disposto a confirmar as previsões ao cravar a pole position de sua corrida caseira.

Na largada, o campeão de 1972 foi superado pelo sueco Ronnie Peterson, competidor que deixava os fãs do esporte a motor boquiabertos, graças à técnica que esbanjava no desafiador autódromo brasileiro. Era um dos poucos que conseguiam exigir o máximo do carro no antigo traçado.

Mas a genialidade de Peterson teve uma concorrência à altura naquele dia. Na 14ª volta, Emerson pegou o vácuo do carro adversário e iniciou a manobra de ultrapassagem. Colocou o bico de seu M-23 pelo lado esquerdo da curva 3, na parte suja do trecho, considerado como um dos mais difíceis do mundo.

Emerson foi o primeiro piloto a ser campeão pela McLaren.

Poucos acreditaram na cena. Muito menos Peterson, que havia justamente se posicionado na linha correta da pista para bloquear o rival. Ficava provada ali a competência técnica do astro nacional, que recuperou a liderança para não perdê-la mais.

Para a alegria dos torcedores, José Carlos Pace também protagonizou uma série de ultrapassagens, após ter largado em 12º. Superou cinco carros somente nas duas primeiras voltas e estava se aproximando do terceiro colocado, Jacky Ickx, quando a direção de prova interrompeu a disputa, devido à chuva.

Era o fim da corrida e vitória brasileira, já que Emerson estava em primeiro lugar, com mais de 13 segundos de vantagem sobre o suíço Clay Regazzoni, da Ferrari. Ickx, com o carro da Lotus, completou o pódio.

O campeonato de 74 teve um total de 12 corridas válidas pela luta do título. Foram realizadas também três provas extras, sendo a primeira delas na capital brasileira, no dia 3 de fevereiro. Acontecia ali a inauguração do autódromo de Brasília. O vencedor da prova? Emerson Fittipaldi!

Resultados do GP do Brasil de 1974:

Grid de largada
1) Emerson Fittipaldi (BRA/McLaren/Ford), 2min32s97
2) Carlos Reutemann (ARG/Brabham/Ford), 2min33s21
3) Niki Lauda (AUT/Ferrari), 2min33s77
4) Ronnie Peterson (SUE/Lotus/Ford), 2min33s82
5) Jacky Ickx (BEL/Lotus/Ford), 2min34s64
6) Peter Revson (EUA/Shadow/Ford), 2min34s68
7) Mike Hailwood (ING/McLaren/Ford), 2min34s95
8) Clay Regazzoni (SUI/Ferrari), 2min35s05
9) Arturo Merzario (ITA/ISO/Ford), 2min35s15
10) Jochen Mass (ALE/Surtees/Ford), 2min35s43
11) Denis Hulme (NZE/McLaren/Ford), 2min35s54
12) José Carlos Pace (BRA/Surtees/Ford), 2min35s63
13) Hans Stuck (ALE/March/Ford), 2min35s64
14) Jody Scheckter (AFS/Tyrrell/Ford), 2min35s78
15) John Watson (IRL/Brabham/Ford), 2min36s06
16) Patrick Depailler (FRA/Tyrrell/Ford), 2min36s21
17) Jean-Pierre Beltoise (FRA/BRM), 2min36s49
18) James Hunt (ING/March/Ford), 2min37s24
19) Jean-Pierre Jarrier (FRA/Shadow/Ford), 2min37s63
20) Howden Ganley (NZE/March/Ford), 2min37s65
21) Graham Hill (ING/Lola/Ford), 2min38s62
22) Henri Pescarolo (FRA/BRM), 2min38s80
23) François Migault (FRA/BRM), 2min39s20
24) Richard Robarts (ING/Brabham/Ford), 2min39s85
25) Guy Edwards (ING/Lola/Ford), 2min42s15

Corrida
1) Emerson Fittipaldi (BRA/McLaren/Ford), 32 voltas em 1h24min37s06
2) Clay Regazzoni (SUI/Ferrari), a 13s97
3) Jacky Ickx (BEL/Lotus/Ford), a 1 volta
4) José Carlos Pace (BRA/Surtees/Ford), a 1 volta
5) Mike Hailwood (ING/McLaren/Ford), a 1 volta
6) Ronnie Peterson (SUE/Lotus/Ford), a 1 volta
7) Carlos Reutemann (ARG/Brabham/Ford), a 1 volta
8) Patrick Depailler (FRA/Tyrrell/Ford), a 1 volta
9) James Hunt (ING/March/Ford), a 1 volta
10) Jean-Pierre Beltoise (FRA/BRM), a 1 volta
11) Graham Hill (ING/Lola/Ford), a 1 volta
12) Denis Hulme (NZE/McLaren/Ford), a 1 volta
13) Jody Scheckter (AFS/Tyrrell/Ford), a 1 volta
14) Henri Pescarolo (FRA/BRM), a 2 voltas
15) Richard Robarts (ING/Brabham/Ford), a 2 voltas
16) François Migault (FRA/BRM), a 2 voltas
17) Jochen Mass (ALE/Surtees/Ford), a 2 voltas

Melhor Volta: Clay Regazzoni: 2min36s05

Nenhum comentário: