sábado, 23 de fevereiro de 2008

Um bem para o automobilismo


Penske e Newmann-Haas, na Indy 500 de 1989; cena voltará a ser vista a cada prova


Como todos sabem, o SG Brasil é um blog predominantemente voltado para a Fórmula 1. Alguns fatos relevantes relacionados a outras categorias, no entanto, também merecem ser debatidos neste espaço.

E, neste sábado, a grande repercussão do mundo do automobilismo certamente estará acerca da anunciada fusão entre a Indy Racing League (IRL) e a ChampCar (Fórmula Mundial – lembram desse termo?). A divulgação foi feita na sexta-feira, num comunicado divulgado pelos responsáveis por essa fusão. Ambas as categorias estavam separadas desde 1996.

Brevemente serão revelados ao público os detalhes referentes à temporada 2008, já que a união das categorias é imediata. Mas já podemos tecer alguns comentários sobre a decisão:

- Será muito interessante assistir ao reencontro de equipes tradicionalíssimas que estavam na IRL (Penske, Chip Ganassi) com aquelas advindas da ChampCar (Newmann-Haas, Forsythe). Todas elas utilizarão o equipamento da IRL, ou seja, carros com chassis Dallara e motores Honda;

- É bem certo que os melhores pilotos estavam na IRL, mas que tal a presença de um certo Paul Tracy nesta lista? Naturalmente o canadense não é um ás, mas trata-se de um dos mais folclóricos da história recente do automobilismo americano;

- Como o calendário da Indycar (o antigo nome deverá voltar a ser utilizado) será adequado? Pelas informações preliminares, haverá uma temporada baseada majoritariamente nas provas previstas pela IRL, com a adição de alguns do GP’s da Champ Car; é provável que o campeonato tenha 19 corridas oficiais e uma extra-oficial (Surfers Paradise);

- Em termos de mídia, ótimo negócio, especialmente para os brasileiros que gostam do automobilismo ianque; isso porque deixam de existir uma categoria média e uma categoria agonizante e surge uma única categoria, uniformemente forte. Em outras palavras, será uma atração apta a ser transmitida integralmente, com provas ao vivo, como acontecera com a F-Indy entre 1993 e 1999;

- E, a propósito, bem-vinda de volta, Fórmula Indy.

3 comentários:

Luis Gustavo disse...

Bons tempos aqueles da clássica Indy. Que seja tão emocionante como antigamente.

Leo Lima disse...

Vamos torcer para que a categoria dê certo. Quem sabe alguns ex-F1 se interessem por ela. Villeneuve e Montoya, por exemplo...

Duran disse...

This comment has been removed because it linked to malicious content. Learn more.