sábado, 22 de março de 2008

Domínio vermelho, punição prateada

Em Sepang, a décima pole-position da carreira.

No chove não chove da Malásia, a Ferrari e Felipe Massa confirmaram neste sábado algumas verdades da Fórmula 1 atual. A primeira delas é que o brasileiro tem mesmo um enorme talento para os treinos classificatórios. Sabe tirar do carro tudo o que precisa para lutar pela pole, ao contrário do companheiro Kimi Raikkonen, que demonstra sentir um pouco a pressão na hora do vamos ver.

Se a princípio parecia que o finlandês estivesse com um pouco mais de gasolina, suas declarações na coletiva de imprensa afundaram tal hipótese. O campeão reclamou do desempenho no Q3 e deixou bem clara sua insatisfação com o segundo lugar. Ou teria sido pelos 0s482 que tomou do companheiro?

A segunda verdade é a de que a Ferrari segue como forte candidata ao título de 2008, apesar do resultado decepcionante alcançado em Melbourne, na semana passada. Independente das estratégias de cada equipe, a escuderia italiana demonstrou ter controle e domínio da classificação em Sepang. Cenário que deve se repetir na prova e consagrar a primeira dobradinha do ano.

Já a McLaren, visivelmente mais pesada, terá mais trabalho do que imaginava para a corrida deste domingo. Por atrapalhar as voltas lançadas de Nick Heidfeld e Fernando Alonso, a dupla Hamilton-Kovalainen foi punida com a perda de cinco posições.

O finlandês caiu de terceiro para oitavo, enquanto o inglês despencou do quarto para o nono posto. Os dois terão mais trabalho para brigar pela vitória, principalmente Lewis, que não conseguiu andar tão forte como de costume na pista malaia.

Com a queda dos prateados, quem se deu bem foi Jarno Trulli, que saltou do já triunfante quinto lugar para a terceira posição. Boa surpresa a velocidade do carro da Toyota. Falta ao time encontrar um bom ritmo para as provas.

Falemos agora das decepções. A mais acentuada de Sepang foi a Williams, que sequer chegou à terceira parte do treino. Pior: Foi somente a 16ª colocada com Nico Rosberg — Nakajima, punido pelo acidente que provocou na Austrália, largará em último.

Vale lembrar que em 2007 o time inglês andou muito bem na Malásia, só deixando de pontuar por conta da quebra do carro de Rosberg. A única diferença foi que o alemão havia largado em sexto. Será que consegue vir forte lá de trás?

Surpresa em Melbourne, com o primoroso rendimento na classificação, a BMW foi apenas razoável desta vez. Pode-se dizer que deveu um pouco, afinal vai largar atrás de uma Toyota — Kubica em quarto e Heidfeld em quinto.

Nelson Piquet, em 13º, também dava pintas de poder andar um pouco mais, pois esteve sempre no calcanhar de Alonso nos treinos livres. Mas já foi uma considerável melhora em relação à estréia, que deve se estender na corrida.

O bicampeão, enquanto isso, tirou tudo e mais um pouco do modesto carro da Renault. Partirá em sétimo, bem à frente das duas McLaren, o que significa dizer que vai entregar até a alma para segurar as flechas de prata.

Rubens Barrichello sairá em 14º, três posições atrás do companheiro Button. Se chover, o brazuca terá mais chances de lutar por um pontinho. Do contrário, será muito difícil. O mesmo vale para os pilotos da Toro Rosso, que largam lá atrás: Vettel sai apenas em 15º e Bourdais, necessitando de vitamina para as qualificações, em 18º.

Se não cair água, dificilmente a Ferrari perde a prova. Caso o céu desabe, aí podemos ter uma verdadeira loteria, na qual Alonso me parece mais apto ao papel de protagonista do roteiro.

Programe o despertador, porque acordar às 4h00 da matina, em pleno fim de semana, não é nada fácil. E tomara que os pilotos compensem nosso sono.

Grid de largada:

1) Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1min35s748
2) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min36s230
3) Jarno Trulli (ITA/Toyota), 1min36s711
4) Robert Kubica (POL/BMW), 1min36s727
5) Nick Heidfeld (ALE/BMW), 1min36s753
6) Mark Webber (AUS/Red Bull), 1min37s009
7) Fernando Alonso (ESP/Renault), 1min38s450
8) Heikki Kovalainen (FIN/McLaren), 1min36s613*
9) Lewis Hamilton (ING/McLaren), 1min36s709*
10) Timo Glock (ALE/Toyota), 1min39s656
11) Jenson Button (ING/Honda), 1min35s208
12) David Coulthard (ESC/Red Bull), 1min35s408
13) Nelson Piquet (BRA/Renault), 1min35s562
14) Rubens Barrichello (BRA/Honda), 1min35s622
15) Sebastian Vettel (ALE/Toro Rosso), 1min35s648
16) Nico Rosberg (ALE/Williams), 1min35s670
17) Giancarlo Fisichella (ITA/Force India), 1min36s240
18) Sébastien Bourdais (FRA/Toro Rosso), 1min36s677
19) Takuma Sato (JAP/Super Aguri), 1min37s087
20) Adrian Sutil (ALE/Force India), 1min37s101
21) Anthony Davidson (ING/Super Aguri), 1min37s481
22) Kazuki Nakajima (JAP/Williams), 1min36s388*

*Punição.

2 comentários:

William disse...

O Felipe é ótimo em treino, mas ainda perde para o Kimi em corrida. Vai dar Raikkonen em Sepang!

Anderson disse...

Se chover, o Massinha já era! Acho que o Raikkonen ganha, com Alonso em segundo e Kovalainen em terceiro.