quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Saudáveis palpites precipitados

Entramos na volta final dos testes da pré-temporada 2008. Nesta quarta-feira, as equipes fazem em Barcelona, na Espanha, o último ensaio coletivo antes do embarque das máquinas para o GP da Austrália, a corrida da verdade.

Será no país dos cangurus que veremos qual é a real diferença entre Ferrari e McLaren, se a Williams vai se posicionar de fato como a nova terceira força do grid, as chances de Fernando Alonso com a Renault, o desempenho dos brasileiros, entre muitas outras dúvidas geradas em todo início de ano.

Apostas precipitadas podem ser um tiro no pé, a História já nos provou isso. Portanto, não caiamos na tentação de pensar que a McLaren é o time a ser batido só porque liderou os dois dias de treinos realizados nesta semana.

Se levássemos os tempos das sessões de inverno ao pé da letra, teríamos que dizer que a Force Índia promete ser a grande surpresa, afinal obteve a sexta posição ontem com Giancarlo Fisichella. Alguém arrisca um centavo neles?

Uma proposta melhor então. Neste exato momento (são 8h40 em meu relógio), o mais rápido lá na Espanha é Jarno Trulli. O italiano da Toyota completou 40 voltas, a melhor delas em 1min20s801. Tal marca é simplesmente 0s433 superior à cravada ontem por Hamilton.

Treino é treino, corrida é corrida. Todos nós já cansamos de ouvir essa frase feita, mas parecemos esquecer dela em certas ocasiões. Ninguém sabe ao certo qual é a programação de trabalho que cada equipe adota durante a pré-temporada. Mesmo assim tiramos conclusões, fazemos palpites, tentamos desvendar os mistérios.

É verdade que alguns fatos saltam aos olhos e são fáceis de serem deduzidos, como por exemplo o espantoso avanço da Williams. A equipe cresceu em relação a 2007. Falta apenas a constatação de quanto.

A superioridade de Ferrari e McLaren para as demais adversárias também parece ser concreta. Mas entre as duas, qual está na frente? Apesar do placar de 2 a 0 desta semana favorável ao time prateado, ainda vejo o esquadrão de Maranello com certa vantagem. Nada exorbitante, mas suficiente para chegar a Melbourne como favorita à vitória.

Mas tenhamos um pouquinho mais de paciência, pois as respostas estão muito próximas. Só faltam 18 dias.

3 comentários:

Augusto Freitas disse...

Para mim, o título ficará entre o Kimi e o Hamilton.

Thyago disse...

E o Massa...será que vai tomar uma lavada do raikkonen? Eu acho que não será algo monstruoso, mas perderá para o finlandês.

Hugo disse...

Alonso vai ser a surpresa do ano.