quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Apoio entre rivais

"Em 97, Williams e McLaren uniram forças para vencer a Ferrari."

O recado foi dado pelo espanhol. Se tiver condições, Fernando Alonso ajudará Felipe Massa a conquistar o título de 2008. Não pela simpatia que tem pelo brasileiro, com quem chegou a bater boca no GP da Europa do ano passado, mas pela oportunidade de assistir de camarote a uma nova derrota do desafeto Lewis Hamilton na Fórmula 1.

Some-se a isso o agrado e favor que o asturiano pode fazer à Ferrari, equipe com a qual flerta uma possível contratação para o futuro. Sem falar do natural destaque que passa a ter na mídia com essa postura de bom moço. Inteligente e oportunista esse bicampeão.

A camaradagem entre pilotos de times diferentes, no entanto, já foi vista em outras situações. A mais recente aconteceu em 1997, quando McLaren e Williams fizeram um acordo de cooperação para derrotar a arqui-rival Ferrari. E conseguiram.

Embora nenhuma das partes jamais tenha admitido a parceria, a última etapa daquele campeonato deixou mais do que evidente a troca de favores, quando Jacques Villeneuve, praticamente campeão, abriu passagem para a vitória de Mika Hakkinen. David Coulthard, aproveitando a brecha do canadense, foi no embalo do finlandês e chegou em segundo.

A ajuda de Alonso a Massa pode até não se concretizar na pista, mas já causou uma influência no quesito psicológico dos candidatos ao título. Felipe sabe que tem um apoio de peso. Hamilton, por usa vez, está sozinho.

Um comentário:

Ju Portugal disse...

Mto legal seu blog, vou passar sempre pra ter notícias da F1!!
bjs